Notícias

Perguntas e respostas sobre o Zika virus

post_perguntas_zika

1 – O que é o Zika vírus?

O Zika Vírus é um arbovírus (grande família de vírus). Ele é transmitido por um mosquito já bem conhecido pelos brasileiros: o Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a febre chikungunya.

 

2 – Quais os sintomas?

Mais de 80% dos casos não apresentam sintomas. Fique atento, pois pode aparecer febre e vermelhidão, que geralmente desaparecem entre 3 e 7 dias.

 

3 – O zika tem relação com os casos de microcefalia?

Sim, além da alta de casos acontecer nos mesmos lugares e época, o vírus foi achado no tecido nervoso de um recém-nascido.

 

4 – Essa relação já era conhecida?

Não. A situação é inédita na pesquisa científica mundial. Após os casos no Brasil, a Polinésia Francesa passou a investigar a relação, uma vez que um surto de zika atingiu seu território em 2013

 

5 – Como o vírus afeta o cérebro do bebê?

O Zika tem uma tendência natural a atacar células nervosas. Uma vez que ele atinge o feto, se o cérebro ainda estiver em formação, há risco de as células não se desenvolverem, fazendo com que o órgão e a cabeça fiquem pequenos.

 

6 – Que características aparecem no exame?

Há uma diminuição dos giros cerebrais, deixando o cérebro com aspecto liso. Calcificações também podem surgir.

 

7 – O que é a microcefalia?

Má-formação cerebral que faz com que bebês nasçam com a circunferência da cabeça menor que 32 cm. Ela pode afetar o desenvolvimento e causar dificuldades cognitivas, motoras e de aprendizado, entre outras.

 

8 – Há exames para detectar o vírus?

São Paulo deve oferecer o teste no SUS em breve. Alguns laboratórios particulares estão lançando o teste. Também estão sendo feitas entrevistas com as mães por meio de questionário. Os casos seguem para investigação laboratorial e exames de imagem como a tomografia computadorizada de crânio.

 

9 – Planos de saúde cobrem exames e teste?

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor diz que o plano não pode se negar. Se o cliente tiver dificuldades, pode reclamar à Agência Nacional de Saúde Suplementar

 

10 – Como se proteger?

Elimine criadouros para dar um fora no mosquito e use calça e camisa de manga comprida, além de repelentes.

 

11 – É seguro engravidar?

Especialistas dizem que o melhor é evitar, já o Ministério da Saúde afirma que a gravidez deve ser acompanhada desde cedo.

 

12 – Onde o mosquito pica, geralmente?

Especialmente na região dos braços e do abdome em adultos e da face em crianças. O mosquito voa em uma altura que pode chegar a 1,5 metro.

 

13 – A infecção por Zika pode ser letal?

Há registro de três mortes ligadas ao vírus em 2015, sendo uma de um bebê com microcefalia. As outras são de uma jovem de 16 anos e de um homem com lúpus – uma doença autoimune.

 

14 – O mosquito pode transmitir mais de um tipo de vírus na mesma picada?

Em tese sim, mas isso ainda não foi observado. Por outro lado, já houve o relato de uma coinfecção em um paciente de zika com dengue.

 

15 – Há vacina contra o Zika?

Não, e pode ser necessário mais de uma década para que isso ocorra. O desenvolvimento seria mais fácil, porém, que o de uma vacina contra a dengue – já que há apenas um tipo de vírus zika, e quatro de dengue.

 

16 – O vírus zika também pode causar outros sintomas mais graves?

Em adultos, é possível que o zika cause a síndrome de Guillain-Barré, doença neurológica rara e paralisante. Há relato de casos após o contato com o vírus, mas a relação ainda não foi comprovada

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A campanha vem no esforço de mobilizar a comunidade sobre os perigos que a Dengue provoca e para que cada um saiba da sua importância na participação no Combate a Dengue.

As informações disponibilizadas neste site são apenas para fins informativos, nunca deverão serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico feito por um profissional de saúde. Os autores deste site se eximem de quaisquer responsabilidades legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
To Top
Translate »